Česká města
Zahraniční města

Um verão que nunca mais acaba

ROMÉNIA

 

A intenção de Radu Sergiu Ruba foi escrever um romance autobiográfico, apresentando numa aura brilhante não só a vida de um único personagem, mas a história de toda uma família. O narrador-protagonista perde a visão, com a idade de 11 anos, mas não perde a memória do visível, da sua própria representação do mundo, quando os seus olhos estavam em plena funcionalidade. O romance é uma oportunidade para explorar a própria memória, a
busca da visão perdida e a recuperação da visão interior. Um Verão que nunca mais Acaba divulga a evolução de um personagem que não quer ganhar a empatia do leitor, a perda fatal da sua visão sendo só um obstáculo de descobrir o mundo sensorial, que não enfraquece o seu desejo de ser bem-sucedido na vida, como toda a gente comum.